PDF Imprimir E-mail
Biografia

Lenora Lerrer Rosenfield nasceu e foi educada no Brasil. Atualmente é professora associada no Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre. Graças a uma bolsa de estudos do CNPq, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, estudou restauração em Florença durante três anos. Em 1992-1993 trabalhou como residente no Harvard Art Museum em Cambridge com bolsa da Kress Foundation, USA. Em 2001-2002 recebeu bolsa da "Fulbright" para uma estada de 15 meses como "visiting scholar na New York University". Concluiu seu doutorado em Poéticas Visuais , com bolsa da CAPES, Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, na Escola de Artes e Comunicação da USP em 2004.

Parte de sua pesquisa de doutorado abrangeu uma mistura de argamassa, de fácil utilização e confecção, que guarda as mesmas características do afresco tradicional. (A maior parte dos componentes dessa mistura são utilizados para a indústria da construção civil). Esse material pode ser empregado sobre um suporte que utiliza o não-tecido, característica que permite a produção de afrescos flexíveis e portáteis.

Lenora descreve seu trabalho como uma pesquisa sobre a história, os materiais, as técnicas e a forma de expressão artística próprias do afresco. Seu trabalho é uma trama metafórica de elementos que envolvem a história da arte, a exploração de materiais, a tradução de novas intenções estéticas e o uso de conhecimentos de conservação aplicadas à pintura - elementos esses integrados em um suporte físico de um não-tecido. Esse conjunto estético pode ser comparado a ideologias tecidas em uma única entidade física. Essa combinação multidisciplinar forma uma grade de influências e apropriações amarradas pelo poder inconsciente das influências múltiplas e pelas escolhas conscientes dos padrões estéticos. Mais do que escolhas, essa seleção consciente de padrões constitui uma apropriação. Não uma apropriações onde imagens produzidas por outros artistas, mas de períodos da arte ou de atitudes humanas que usam o corpo como referência, que abrangem desde as imagens produzidas pelo homem das cavernas e por aborígines até as sugestões da arte contemporânea.

 

Photo: Paul Oratofsky