Lenora Rosenfield

Nascida em Porto Alegre, RS, Brasil, Lenora tem pintado nos últimos 20 anos com um procedimento criado por ela, o afresco sintético, realizado com materiais nacionais usados na construção civil, e que é uma das suas pesquisas.

Biografia

Nascida em Porto Alegre, Brasil, Lenora tem pintado nos últimos 20 anos com um procedimento criado por ela, o afresco sintético, realizado com materiais nacionais usados na construção civil, que é uma das suas pesquisas. Atualmente pesquisa mapas e seu DNA.

Aos 18 anos, através de um intercâmbio, foi estudar pintura na New School for Social Research (Nova York, EUA). Na década de 80 morou em Florença (IT) onde cursou restauração. Na década seguinte, foi bolsista da Harvard University, onde pesquisou restauro e materiais de pintura. Mais tarde, concluiu Mestrado em Poéticas Visuais na UFRGS e Doutorado sanduíche na USP/New York University, com bolsa da Fullbright.

Pós-doutora pela Università degli Studi di Udine (IT), foi professora de pintura do Instituto de Artes da UFRGS (1993 a 2017) e por mais de duas décadas esteve à frente do laboratório de restauração da instituição.

Participa de exposições coletivas e individuais desde a década de 70. O final de 2016 culmina com a retrospectiva Itinerários, no Museu de Arte do Rio Grande do Sul (Margs) Ado Malagoli, com a curadoria de Francisco Dalcol. Seus trabalhos estão no acervo das principais instituições do Estado do RS e em coleções particulares no Brasil, Estados Unidos e Europa.

Em maio de 2018 lança o livro “Itinerários”, que marca seus quase 50 anos de dedicação às artes.

Lenora Rosenfield
Foto: Egídio Pandolfo

Itinerários, de Lenora Rosenfield

O livro “Itinerários” revela momentos pessoais e profissionais nas quase cinco décadas de atuação de Lenora Rosenfield nas artes visuais.

A obra foi concebida como extensão da mostra Itinerários, que ocorreu em 2017 no MARGS, de modo a ampliar a compreensão sobre a produção e a trajetória da artista.

Com texto bilíngue, baseada em entrevistas, pesquisa e documentação, a obra foi organizada pelo crítico de arte e curador Francisco Dalcol.

A narrativa procura dar conta da produção artística, mas também dos outros segmentos da atuação de Lenora: o trabalho como restauradora e a atuação docente. Trata-se de uma carreira perpassada por diversos acontecimentos desafiantes e fatos definidores, lugares e épocas que ofereceram experiências marcantes em sua personalidade profissional.

Entre algumas estão as temporadas vividas em Nova York, Florença, Cambridge e Údine, além, é claro, de Porto Alegre. Os textos são acompanhados por fotografias, reproduções e imagens documentais que reforçam o caráter biográfico da publicação. A produção poética de Lenora registrada em fotos mostra a diversidade de linguagens da artista. Itinerários é uma produção da Genuinaobra, editada pela Circuito.